sexta-feira, 13 de julho de 2012

A Saga Galinheiro - Episódio Outubro 2000 - O início


Sempre que eu comento que eu tenho galinhas em casa,
logo vem a cara de espanto seguida da pergunta:

- Porque você tem galinhas como animal de estimação?

E lá vou eu contar mais uma história da Bruh, contos e contos,
pois essa minha vida é cheia de alegrias, aventuras e causos engraçados,
pois eu não me importo com o que os outros vão pensar,
o que importa é ser feliz, estar em harmonia e ter saúde.

Era uma vez...

No ano de 2000, recém-casada,
morando em Paulínia, interior de São Paulo.
Um belo final de tarde, o sogro, bate à porta
com uma galinha preta garnizé velha,
de bico torto, em baixo do braço, dizendo o seguinte:
- Me ajuda, eu vim de uma "macumbeira" que me cobrou
três cheques de mil reais e ela disse que eu mesmo
tenho que matar essa galinha e colocar na esquina.
Não sei como fazer, e agora?

Você faz noção da cara que eu fiz?
Fala sério!
E quando eu olhei pra galinha e ela piou pra mim?

Sinistro! =O




Um minuto de silêncio, seguido de 10 minutos de gargalhadas.
Recordo como se fosse hoje, porque daquela cena eu jamais esquecerei!
Disse pro sogro entrar, peguei a galinha e a coloquei no quintal,
disse pra ligar pro banco e sustar os 3 cheques.
Depois do café e muitas risadas, ter salvo a vida da pobre galinha
e de ter ajudado a resolver o problema do sogrão...

E agora?? O que fazer com a galinha?

A agropecuária que vendeu, não a aceitou de volta,
porque a coitadinha era velha, tão velha e "feinha" que eles
devolveram em ração o valor da galinha para eu ficar com ela.

Comprei uma casinha de cachorro e
preguei um puleiro dentro que virou a Popopó's Chickencoop.
(Uma casinha de cachorro serve de moradia para até 20 galinhas).
E ela ficou lá em casa, quando chegou a primavera,
eis que a digníssima penosa coloca um ovo,
e coloca outro, e a produção segue de um ovinho por dia.

Tá aí! GOSTEI! Bichinho útil, pensei.

Sempre amei plantas, a galinha produzia um ótimo adubo.
Comia os restinhos das refeições e
eu precisava apenas separar o lixo seco.
Ela fazia menos barulho que um cão, menos sujeira,
menos dependente, dava adubo, capinava o jardim,
comia mosquitos, caracóis e afins.

Uma beleza!

Eu já tive cachorros e não são úteis assim.
Então, porque não ter uma galinha de estimação?
Demos o nome de Popopó pra ela.

Uns 8 meses depois, resolvemos nos mudar para Florianópolis - SC.
Eu sempre fui daqui, sou manézinha da ilha com muito orgulho.
O marido é Paulista, por isso casei e fui morar lá.
Mas não aguentei de saudades da minha Ilha da Magia,
e casada com um músico, lugar melhor não há.

E a galinha Popopó? Veio com a gente, de carro,
junto com minha gata preta Bumma, que hoje tem 12 anos.


Minha gata Bumma - raça Exótica 

Chegamos em Floripa, com gata, computador e galinha
no nosso primeiro carro, dia 01 de julho de 2001.

Morando numa casa, comprei um namorado pra Popopó, o JOE.



Eis a família que ela formou:

3- POPOPÓ (Mamãe) - Ela é a mãe de todos na foto, primeira ninhada do falecido JOE que foi assassinado pelo cachorro da vizinha que entrou no meu quintal e saiu com o galo como prêmio.

Primeira ninhada:
1- Pretinha, 
2- Maggy,
4- Bruxo, o galo feio de plumas brancas e cascas pretas. 
5- Tache, 
6- Killer.
Essa última era muito macabra, acho que era zumbi,
comia os cérebros e olhos dos pintinhos recém-nascidos,
a última ninhada ela comeu todos os 9 pintos!

E desde 2001... Nasceu, vendi ou comi muita galinha.
Também vendo ovos e estrume.

De lá pra cá, muita coisa mudou...

Depois de 3 anos, tive que construir uma estrutura maior
para abrigar um negócio que estava crescendo.


Desde então, faço projetos de casinhas para aves e me divirto com isso.

Essa foi a primeira construção grande que eu fiz para galinhas. 

Dez anos passam rápido, quando percebi,
eu já tinha uma mini cidade galinácea no quintal.

Elas dormem no Hotel, comem no Restaurante,
colocam ovos na Maternidade,
pintos recém-nascidos ficam na Creche e
quando não precisam mais da mamãe-galinha vão para a Escolinha.

Após adultos são vendidos e assim se inicia um novo ciclo.
Devagarinho e sem perceber, montei um pequeno negócio
boca-a-boca que funciona como venda ou escambo.
Muitas vezes troco os ovos pelo bolo fresquinho
 do café da tarde feito pela vizinha.


"Nossas loucuras são as mais sensatas emoções.
Tudo o que fazemos, deixamos de lembranças para os que sonham,
um dia ser como nós. Loucos, mas felizes."
Bob Marley

♥ ♥ ♥

Para tornar a realidade suportável,
todos temos de cultivar em nós certas pequenas loucuras.
Marcel Proust
 ♥ ♥ ♥
A pior das loucuras é, sem dúvida,
 pretender ser sensato num mundo de doidos.
Erasmo Carlos

♥ ♥ ♥
Queria ter a certeza de que apesar de minhas renúncias e loucuras,
alguém me valoriza pelo que sou, não pelo que tenho...
Que me veja como um ser humano completo,
que abusa demais dos bons sentimentos que a vida lhe proporciona,
que dê valor ao que realmente importa, que é meu sentimento...
e não brinque com ele.
E que esse alguém me peça para que eu nunca mude,
para que eu nunca cresça, para que eu seja sempre eu mesmo.
Não quero brigar com o mundo, mas se um dia isso acontecer,
quero ter forças suficientes para mostrar a ele que o amor existe,
que ele é superior ao ódio e ao rancor e que eu nunca deixe
minha esperança ser abalada por palavras pessimistas...
Mário Quintana

♥ ♥ ♥
E que minha loucura seja perdoada,
porque metade de mim é amor, a outra também.
Oswaldo Montenegro


 ♥ ♥ ♥


Sintam-se todos beijados, obrigada pela visita e participação.
Gostou? Deixa um recadinho. =D
Bjokas da Bruh! =*

18 comentários:

  1. Oi cumadre!!!Adorei a saga do galinheiro, principalmente como chegou a sua 1ª galinha....dei risada!!
    É uma cidade para galinhas,né?Muito legal!!
    Mandei um email para você....já estou te seguindo e seremos cumadres de agora em diante!!
    Sabe que eu morei em Campinas?Antes de voltar a Minas, e meu marido é músico também, teve banda, viajava, tocava todo final-de-semana(mas agora não toca mais)está meio aposentado,rsrs..mas a música está no sangue!
    Floripa deve ser lindo...temos muita vontade de conhecer.
    um beijo gde e um abençoado domingo,
    Mª Rita(Janelas e Caminhos)

    ResponderExcluir
  2. Parabens de loucos voces não tem nada! È a primeira vez que vi seu blog e adorei!
    Achei voce no blog da Paula Casas que é ótima também.
    Boa sorte
    Filomena

    ResponderExcluir
  3. Genteee que história essa da galinha, hj seriamos vizinha, moro em Americana SP,ao lado de Paulínia, mas seu sogro acabou te dando a galinha dos ovos de ouro rsr, a cidade das galinhas é ótima, parabéns, adorei a história,sou mineira e em Minas é comum criar galinhas por isso não me espanto, a família toda criou ou ainda as cria rsr, gostei muito já me instalei, sou presente mas nos próximos 10 dias estarei viajando! Aguardo seu retorno! Bjoooooosss

    ResponderExcluir
  4. Obrigada por aparecer no meu canto. Adorei seu espaço
    bjs

    ResponderExcluir
  5. Se gostei, eu adorei sua história. E sem dúvida muito feliz.
    Seu galinheiro é da hora, um charme.
    Beijos Bruh, já virei seguidora.

    ResponderExcluir
  6. Olá,Bruh!!
    Por quê não me add logo,menina???
    Amei sua visita e já estou te seguindo,ok?Agora, aguardo você!!!!
    Que história loucaaaaaaaa,amada!!ameii!!
    Um dia maravilhoso pra ti.Beijos no core.
    Soninha.

    ResponderExcluir
  7. Nossa, amei essa história!!!!! Imaginando cada cena narrada...
    Também tive galinheiro quando criança e adorava brincar com meu irmão lá dentro. Meu irmão tinha até uma galinha de estimação que comia na mão dele!
    Parabéns pelo blog e sucesso!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  8. Olá Bruh,

    Bem vinda ao meu recanto!
    Amei ler esta sua trajetória com as galinhas e a história do sogro
    foi demais!

    Volte sempre!

    Ótimo domingo!

    Beijo.

    ResponderExcluir
  9. Olá Bruh!!!
    Menina vim apenas agradecer ao comentário alegre que deixou no nosso blog: Clube Das Amigas Leitoras. Então como praxe lhe segui e curti sua página. Fui ler seu post, não resisti...galinhas!!! Meus pais tem um galinheiro no quintal. Moro em Minas aqui as casas possuem grandes quintais(pelo menos a de meus pais, pois são dois lotes,rsrsrs e outras casas...)AMEI a história da sua galinha, que linda trajetória, pena que o marido faleceu. :( Adorei sua arquitetura as idéias...muito legal. Parabéns.
    Agora aproveito para lhe convidar a seguir meu blog pessoal e curtir minha fã page. Tá rolando sorteio em comemoração ao meu níver. Vá lá e preencha o formulário e boa sorte. O link é este:
    http://pequenosgrandespensantes.blogspot.com.br/2012/07/sorteio-para-comemorar-meu-niver.html
    Tenha uma semana feliz e abençoada.
    Bjokas...da Bia!!!

    ResponderExcluir
  10. .



    Bruh, querida.
    TEMPESTADE DE AMOR é uma
    doce maneira de falar de sexo.
    No Bar do Escritor eu descrevo
    um tipo assediado por quem traz
    consigo a beleza e o poder da
    sedução.

    Conto com você na segunda-
    feira, 23,
    como em todos os 23
    de cada mês.

    Deixa lá um alô, um salve e se
    se não for pedir muito, deixe
    um abraço, quiçá um beijo.

    http://bardoescritor.blogspot.com

    silvioafonso







    .

    ResponderExcluir
  11. OI BRUH, TUDO BOM MENINA!!??
    QUE BOM ENCONTRAR UM RECADINHO SEU!! FIQUEI SUPER FELIZ APESAR QUE EU NÃO DEVERIA...VOCÊ SÓ VAI LÁ RECLAMAR QUANDO EU SUMO...! MAS VOU PERDOAR POR QUE A ESTORIA DO SEU GALINHEIRO É MUIIIITO BOA!!! ADOREI!!! DESSE COMERCIO EU IA MORRER DE FOME, MORRO DE MEDO DE GALINHA...ACHO QUE TODAS SÃO ETS MEIO SINISTROS....KKKKKK!!!!
    MAS EU SEI QUE ESTOU EM FALTA COM VOCÊ E COM MUITAS AMIGAS NA BLOGGOSFERA MAS É A FALTA DE TEMPO, GRAÇAS A DEUS TENHO TRABALHADO BASTANTE, E TEM A CASA, A FAMILIA...TUDO ISSO...SEI QUE VOCÊ ENTENDE ESTA VIDA LOUCA...SRRSRSR
    MAS HOJE VIM TE DAR UM ABRAÇO, DIZER QUE APESAR DE NÃO VIR AQUI SEMPRE, EU NÃO ESQUEÇO DE VOCÊ E DO SEU CANTINHO CHEIO DE ESTORIAS BOAS!!! VOCÊ DEVIA ESCREVER UM LIVRO!!!
    BJS BRUH,FIQUE COM DEUS E BOA SEMANA PRA VOCÊ E SUAS FILHINHAS PENOSAS!!!

    ResponderExcluir
  12. Olá Bruh! Cheguei ao seu blog através de seu comentário no meu! rs Então, não se encaixa em nenhuma das alternativas acima. Li esssa divertidissima postagem sobre as galinhas e gostei demais! Um beijo, Paula

    ResponderExcluir
  13. Oi Bruh ,muito boa a estória das galinhas ,per aqui tenho muitas ,mas os galinheiros são bem grandes,também acho que é um animal que da bem pouco trabalho é bem melhor que cachorro kkkk,beijos e tudo de bom

    ResponderExcluir
  14. Olá Bruh, fiquei encantada com a sua história das galinhas, naturalmente verdadeira e meia doida como eu, sem ofensa é claro. Bem haja por ter salvo a 1ª galinha e por dar este espaço todo para elas. Adorei.
    Beijinhos de Luz!
    Ana Maria

    ResponderExcluir
  15. Bruh,

    Já estou pronta pra dormir, mas não resisti em passear pelo seu blog, e ver os posts que perdi.

    Muito legal essa história da galinhada. Rs Amei as casinhas delas, tudo muito bonitinho e original.

    É muito bom fazer aquilo que gostamos. Você não tem nada de louca, mas sim de uma pessoa que busca a felicidade em pequenas coisas.

    Beijos

    ResponderExcluir
  16. Gente, que bacana. Fazia tempo que eu não vinha nesse tópico... :O

    Estarei nos próximos minutos visitando cada uma de vcs novamente, pois a partir de 2013, começarei a responder tudo aqui pelo blog.
    Obrigada pela visita e que bom que todos se divertiram com meu causo. =)


    Novos visitantes podem deixar seus comentários também,
    a data do tópico não influencia no assunto.

    Aguardo mais comentários.
    Sejam todos bem vindos.

    ResponderExcluir
  17. Olá Bruh! muito interessante e divertida a forma como você, despretenciosamente, foi estruturando seu galinheiro que poderia ser batizado por Galinópolis, rsrsrsrs. Minha mãe (ainda viva, graças a Deus) tinha como hobby criar galinhas. Porém, o espaço que ela tem em casa atualmente é muito exíguo. Tenho 03 (três) cães em casa e seria difícil criar galinhas entre eles. Por falar em cães gostaria de sugerir a leitura do post de minha autoria e que foi publicado pelo Yahoo intitulado: "Entenda por que o cachorro pode diminuir o estresse no trabalho".http://goo.gl/j3xFtb

    ResponderExcluir
  18. Oi Bruna... Não sei se vc lembra de mim, sou irmã da Erica.. Conheci vc uma vez nas "pintanças" da escola dela e da Lola... Estes últimos dias, tenho pesquisado muito a respeito das granizes, pois quero ter algumas em casa pra que meus filhos possam ter mais contato com os animais e com a natureza, apesar de que já tenho 2 cachorros, periquitos, mandarins e calopsita... Foi aih que encontrei teu blog... ADOREI teus relatos e mais ainda a experiência que vc nos passa através dele!! Obrigada pelas ótimas dicas passadas!! Bjs

    ResponderExcluir

http://bruhfloripa.blogspot.com.br
Visite mais vezes e confira todas as postagens.
Obrigada pela visita e deixe sua dúvida aí na mensagem que eu
♥ Agradeço ♥ desde já sua participação.
By Bruh Floripa! =D

SACIE MINHA CURIOSIDADE, POR FAVOR RESPONDA... COMO VOCÊ CHEGOU ATÉ O BLOG DA BRUH?

Participe do Blog da Bruh! =D

Caso não abra a lista de Amigos da Bruh logo abaixo desse recado, por favor, tecle F5 para atualizar a página. Obrigada.

Que bom ter você aqui! Amigos do Blog da Bruh:

Para evitar aborrecimentos, pessoas de má fé e afins, é necessário fazer login usando uma conta que já tenha sido criada (Google, Orkut, Twitter, Yahoo) para participar do Blog da Bruh. Agradeço desde já sua compreensão. Fico imensamente feliz quando você comenta e diz que esteve por aqui.
Comentem à vontade em qualquer postagem!